Entendendo o Sono Leve versus o Sono pesado e como você pode dormir o tempo necessário que precisa

Para algumas pessoas, o menor barulho já as desperta à noite. Para outros, a buzina agressiva de um caminhão de bombeiros que passa não interfere no sono. Por que isso acontece, continua sendo misterioso.

Embora muitas pessoas se autoproclamem dorminhocas leves ou pesadas, os pesquisadores descobriram que pouco é realmente conhecido sobre por que as pessoas reagem de maneira diferente aos ruídos e outros estímulos durante o sono.

A genética, o estilo de vida e os distúrbios do sono não diagnosticados podem apresentar apenas uma pista. Além disso, alguns estudos sugerem que as diferenças na atividade das ondas cerebrais durante o sono também podem fazer com que alguém tenha sono leve ou pesado.

Mas se você é um dormidor leve ou pesado, uma coisa é certa: Tanto a quantidade quanto a qualidade do sono que você tem desempenham um papel importante na sua saúde.

Alternando entre as etapas da luz e o sono profundo

Durante o sono, você alterna entre ciclos de REM (movimento rápido dos olhos) e NREM (movimento ocular não-rápido) que se repetem aproximadamente a cada 90 minutos. Você gasta cerca de 75% da noite no sono NREM, que consiste em três estágios de relaxamento crescente.

O primeiro estágio, ou a fase entre estar acordado e adormecido, é considerado um sono leve. O sono mais profundo começa no estágio dois, pois sua respiração e frequência cardíaca tornam-se regulares e sua temperatura corporal cai.

O terceiro estágio é o estágio mais profundo e restaurador do sono, em que a respiração diminui, os músculos relaxam e o crescimento e o reparo dos tecidos ocorrem.

Em seguida, é o sono REM, que é quando seus olhos se movem rapidamente de um lado para o outro quando fechados – daí o nome. Este é o estágio em que a maioria dos nossos sonhos acontece, e sua atividade de ondas cerebrais, frequência cardíaca e pressão arterial aumentam para níveis que são próximos do que temos quando estamos acordados.

Em geral, os jovens passam mais tempo nos estágios mais profundos e mais pesados ​​do sono à medida que crescem e se desenvolvem. As pessoas mais velhas passam menos tempo nos estágios do sono profundo e são mais propensas a se queixar de serem dormidoras leves.

Mas os especialistas do sono dizem que a diferença entre um dormidor leve e um pesado pode ser amplamente subjetiva. Alguém que dorme oito horas de sono por noite pode não experimentar tanta onda lenta e profunda como a pessoa que recebe seis horas de sono.

“Pode haver alguma sobreposição entre o que as pessoas sentem subjetivamente sobre a profundidade do sono e o que encontramos no laboratório ao medir os diferentes estágios do sono”, diz  David Neubauer, professor associado de psiquiatria e ciências comportamentais no Johns Hopkins Faculdade de Medicina da Universidade e diretor associado do Johns Hopkins Sleep Disorders Center em Baltimore. “Mas não é necessariamente a mesma coisa”.

 Problema da Falta de olhos fechados e Crise de déficit no sono

Muitos especialistas em saúde estão chamando a atenção para o que veem como uma crise de saúde pública hoje: grande déficit de sono. Entre horários ocupados no trabalho e em casa, e dispositivos que constantemente nos conectam ao e-mail e às mídias sociais – e deixe-nos observar nossos shows favoritos – estamos mais com privação de sono do que nunca.  Isso pode causar estragos na nossa saúde física, mental e emocional

O sono de má qualidade foi associado ao aumento do risco de desenvolver uma série de problemas de saúde, incluindo diabetes, doenças cardiovasculares, depressão e até mesmo a doença de Alzheimer. E pesquisando-se as causas e os efeitos de não sonhar o suficiente, o que acontece quando você não entra no estágio profundo do sono REM, descobriu-se que a privação dos sonhos está contribuindo para doenças e depressão.

Uma revisão abrangente  publicada em agosto de 2017 na revista  Annals da New York Academy of Sciences , que foi conduzida por Rubin Naiman, PhD , um especialista em sono e sonho no Centro de Medicina Integrativa da Universidade do Arizona em Tucson, descobriu que está crescendo as evidências que ligam a o sono REM com coisas como imunidade, armazenamento de memória de longo prazo e humor.

As pessoas que recebem menos sono REM podem até enfrentar um maior risco de desenvolver demência, de acordo com um estudo publicado em setembro de 2017 na revista  Neurology .

REM é o estágio mais importante do sono. “Ajuda com mais memória, cognição, função do sistema imunológico, perda de peso e depressão”, diz ele. “Os estágios mais profundos do sono queimam mais calorias porque você está ativo, como quando você está acordado”.

Fatores que contribuem para o sono leve e perturbador

Um pequeno estudo sugeriu que as diferenças em como as pessoas adormecidas respondem ao ruído podem estar relacionadas aos níveis de atividade cerebral chamada fuso do sono. Os pesquisadores descobriram que as pessoas cujos cérebros produziam a maior parte desses fusos de sono de alta frequência eram mais propensas a dormir mesmo com ruídos altos. Mas é necessário mais pesquisa para confirmar os resultados.

Se alguém não está se sentindo descansado e pensa que é por causa de sono leve,  deve olhar para os fatores que podem estar contribuindo para a incapacidade de conseguir um sono profundo, diz o Dr. Neubauer. Um médico pode recomendar um estudo do sono em um laboratório de sono para ver se um transtorno do sono pode ser culpado.

Alguns distúrbios do sono, como a apneia obstrutiva do sono, podem contribuir para o sono leve causando despertares durante a noite devido a irregularidades respiratórias.

Neubauer acrescentou que é difícil generalizar sobre o que faz as pessoas dormidoras leves e outras pesadas. “Pode ser algum tipo de genética, ou pode ser que algumas pessoas tenham um maior grau de excitação ao longo de um ciclo de 24 horas”, diz ele.

Na maioria dos casos, fatores sob seu próprio controle afetam a qualidade do sono que você obtém. “Há muitas questões relacionadas ao estilo de vida, medicamentos, álcool e cafeína que podem atrapalhar o sono”, diz Neubauer. “As pessoas também não podem dormir o suficiente porque não estão ficando tempo suficiente na cama, devido às escolhas que fazem”.

Hábitos de sono saudáveis ​​que você pode tentar agora mesmo

Se você se sente-se grogue durante o dia ou ficar sonolento – ou se sente irritado, experimenta problemas de memória ou diminuição na sua capacidade de atenção – vê que não consegue dormir o suficiente ou, especificamente, ter aquele sono profundo suficiente. Para chegar à raiz do problema, fale com o seu médico ou consulte um especialista em sono e tente fazer o seguinte:

  • Tenha uma hora de dormir e um tempo de vigília, e tente evitar dormir fora de hora e descontar nos fins de semana, sugerem especialistas. Ficar acordado até tarde nos fins de semana torna difícil dormir no início da noite de domingo, o que, em seguida, leva à fadiga no dia seguinte.
  • Tente evitar o álcool perto da hora de dormir. Pode até te derrubar a curto prazo, mas interfere no sono profundo.
  • Desligue a TV, o seu celular e outros dispositivos eletrônicos pelo menos 30 minutos antes da hora de dormir. Desligar uma hora ou mais antes de sua cabeça atingir o travesseiro é ainda melhor. Os gadgets com os quais todos temos estão nos privando do sono de várias maneiras. A luz das telas é uma mistura com a produção de melatonina do seu corpo, que é o hormônio que regula seu ciclo sono-vigília. E se envolver com dispositivos de tecnologia, mesmo que apenas para responder alguns e-mails ou assistir a um programa de TV, é mais energizante do que relaxante e leva a uma excitação cognitiva.
  • Faça algo não estimulante pouco antes da hora de dormir, como ler um livro (de preferência um que não seja eletrônico) ou tomar um banho morno.
  • Não coma muito perto da hora de dormir, para evitar azia. Tente manter pelo menos quatro horas entre a hora do jantar e a hora de dormir. E, claro, evite ter cafeína, incluindo fontes ocultas de cafeína, como chocolate, antes de ir pra cama.
  • Otimize seu quarto para um sono tranquilo. Certifique-se de que não está muito quente e diminua as luzes. Mantenha o trabalho fora do quarto para que se torne um lugar onde você só relaxe e descanse.
  • Mantenha os bons níveis de colesterol e da Pressão Arterial
  • Ou faça a regulação do seu sono com suplementos

Inscreva-se Para Receber Um dos Mais Completos Guias de Saúde Natural do Mundo

José Vidal

Webmaster - Professor

Website: http://maisvidacomsaude.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *